O site www.governancapelodoce.com.br foi criado para informar a população sobre as ações do Grupo de Governança para a Crise Ambiental no Rio Doce e será atualizado pelas instituições que o compõem, sendo mantido conforme atendimento aos autos de Intimação nº12347 e nº12348 do IEMA, sem prejuízo da matéria discutida na defesa administrativa.

O Grupo de Governança para a Crise Ambiental no Rio Doce tem como objetivo contribuir para a gestão do impacto, acompanhar as ações de monitoramento, mitigação, compensação e a recuperação socioambiental da Bacia do Rio Doce, região estuarina e costeira do Espírito Santo, impactadas pelo acidente ocorrido na barragem da Samarco, Minas Gerais.

Caminho da Pluma de Turbidez

Acompanhe a pluma de turbidez

Conheça aqui o caminho percorrido pela pluma de turbidez de Minas Gerais ao Espirito Santo e as ações que estão sendo desenvolvidas para a contenção dos rejeitos nas barragens da Samarco.

Leia Mais

Acompanhe a Pluma no Mar / Balneabilidade

Imagem1

Acesse aqui e acompanhe o monitoramento diário da pluma de turbidez na foz do Rio Doce e regiões próximas.

Leia Mais

Minimização de Impactos Socioeconômicos

Samarco

O rompimento da barragem de Fundão impactou o cotidiano de famílias entre Minas Gerais e Espírito Santo. Desde o início, a Samarco apoiou e deu assistência às famílias atingidas. Acesse e conheça as ações em andamento.

Leia Mais

Fique Por Dentro da Qualidade da Água

d4

Acompanhe os resultados das análises do monitoramento da qualidade da água nas cidades impactadas pela chegada da pluma de turbidez, bem como as ações que estão sendo feitas em cada município.

Leia Mais

Perspectivas de Recuperação do Rio Doce

_JDR2278

Diante dos impactos ambientais causados pelo rompimento da barragem de Fundão, diversas ações emergenciais de mitigação, reparação e recuperação foram realizadas nas áreas afetadas em Minas Gerais e no Espírito Santo.

Leia Mais

Últimas
Notícias

Rocio_2016_01_30_8954 Pontal do Ipiranga

Acesse e conheça as informações divulgadas sobre as questões ambientais associadas ao rompimento da barragem de Fundão nos sites do Governo do Estado do Espírito Santo, do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e Agência de Recursos Hídricos (AGERH).

Leia Mais